Urna eletrônica
Reprodução: O Dia
Teclas das urnas devem ser pressionadas com os dedos

Um eleitor usou a caneta para apertar as teclas ao votar e quebrou a urna eletrônica na cidade de Rio Claro , no interior do estado de São Paulo. O incidente ocorreu na Escola Municipal Sergio Hernani e o aparelho precisou ser substituído.

Segundo o chefe do cartório da 288ª Zona Eleitoral, Alexandre Sanches, não é correto usar a caneta para votar. A recomendação está circulando nas redes sociais, mas essa uma desinformação.

"Não pode ser feito isso. O eleitor leva a caneta para assinar o caderno de votação e só. Se o eleitor levar a caneta e usar a caneta nas teclas da urna, como essas urnas são um equipamento de 2010, há o risco de quebrar a mola da urna e começa a travar a tecla", disse.

Ainda de acordo com Sanches, a prática pode fazer com que as teclas fiquem travadas e os eleitores suspeitem de fraude.

Voto na pandemia

O uso da máscara é obrigatório e os locais de votação terão pontos marcados no chão com distanciamento mínimo de um metro nas filas.

O documento de identificação deverá ser mostrado aos mesários de longe.

Cada eleitor deve levar a sua própria caneta. E álcool gel estará à disposição para higienizar as mãos antes e depois do voto.

O eleitor deverá entrar na seção eleitoral e se posicionar a um metro de distância do mesário, conforme a marcação no chão.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários