.
Pablo Jacob/Agência O Globo/10-11-2020
O presidente Jair Bolsonaro, durante cerimônia no Palácio do Planalto


Depois de anunciar, no sábado passado, que faria transmissões ao vivo pela internet todos os dias dessa semana para fazer o seu "horário eleitoral gratuito" , o presidente Jair Bolsonaro anunciou no início da noite desta sexta-feira que não realizará a live. O motivo, segundo ele, é que que a legislação não é clara sobre a sua realização a partir dessa data.


"Hoje não haverá live 'eleitoral'. A legislação não é clara sobre sua realização a partir dessa data. Boa noite a todos", escreveu Bolsonaro na sua página do Facebook, na seção de comentário de uma de suas publicações.

Desde segunda-feira, ele promoveu transmissões diariamente para divulgar candidatos a prefeituras , Câmaras de Vereadores e a uma eleição suplementar para o Senado, no Estado de Mato Grosso.

Na quinta, ao iniciar o "horário eleitoral gratuito do JB", ele comentou que sua iniciativa já foi judicializada por deputados e partidos para que ele não pudesse fazer a propaganda do Palácio da Alvorada, residência oficial do presidente.

Candidatos à Prefeitura de São Paulo, os deputados federais Joice Hasselmann (PSL) e Orlando Silva (PCdoB) pediram à Justiça Eleitoral que proíba Bolsonaro de usar suas "lives" para fazer campanha para aliados nessas eleições. Na capital paulista, ele apoia o também deputado federal Celso Russomano (Republicanos).

A Procuradoria Regional Eleitoral (PRE) do Rio de Janeiro fez um pedido ao Ministério Público Estadual (MP/RJ) para investigar a veiculação , desde a quinta-feira da semana passada, de vídeos do presidente fazendo propaganda eleitoral. Os promotores vão analisar o possível cometimento de ilícitos eleitorais por Bolsonaro no material divulgado em suas lives.

    Veja Também

      Mostrar mais