Prótese sem dentes
Arquivo pessoal
Vítima da Covid-19 teve dentes de ouro roubados após óbito pela doença

Um idoso de 84 anos teve quatro dentes de ouro furtados após morrer em um hospital em Campo Grande, no Mato Grosso do Sul. Ele veio a óbito em outubro por ser vítima da Covid-19 , doença causada pelo novo coronavírus (Sars-CoV-2).

O paciente tinha uma prótese dental com quatro dentes que, juntos, pesavam 32 gramas. De acordo com a cotação do mercado financeira, a quantidade do material é avaliada em R$ 11,2 mil.

Segundo uma das filhas do idoso, o pai tinha a prótese há muitos anos e dizia que essa era a única herança que deixaria para os netos. "No dia 3 de novembro, minha irmã foi ao hospital buscar os pertences e só abriu a embalagem em casa. Ela tomou um susto quando conferiu que a dentadura estava sem os quatro dentes de ouro", afirmou a filha ao portal UOL. Ela não teve sua identidade revelada.

Ainda de acordo com ela, a demora na retirada dos pertences aconteceu porque o irmão mais velho também foi contaminado e estava internado na UTI, em estado grave.

"Minha mãe, irmãos e pai foram contaminados com o vírus. Imagina como estava a nossa cabeça tendo que administrar tanto sofrimento? Meu irmão mais velho faleceu duas semanas depois da morte do meu pai e foi muito revoltante verificar que os dentes foram retirados", disse.

As vítimas registraram boletim de ocorrência no 5º Departamento de Polícia Civil de Campo Grande por furto, procuraram a ouvidoria do Hospital Regional de Mato Grosso do Sul e aguardam um posicionamento da instituição.

"A questão financeira é de menos, o que revolta é constatar o sumiço das peças que têm valor sentimental para família. Os dentes foram moldados com peças de nossos antepassados e não recebemos nenhum retorno do hospital", conclui.

    Veja Também

      Mostrar mais