Juliano César Gomes está desaparecido desde maio
Reprodução O Tempo
Juliano César Gomes está desaparecido desde maio


A Polícia Civil de Minas Gerais investiga o assassinato do advogado Juliano César Gomes, de 37 anos, que teria sido morto a mando do amigo, também advogado. Segundo os agentes, o assassino de aluguel foi pago por meio de maconho. O primeiro pagamento teria atingido cerca de 1 quilo da erva. As informações foram obtidas pelo jornal O Tempo .

 As informações foram divulgadas na manhã desta quarta-feira (4). O advogado Juliano Gomes desapareceu no dia 21 de maio depois de deixar a sua casa no bairro Floresta, na região Leste de Belo Horizonte.

Alguns dias depois, no dia 8 de junho, o corpo foi encontrado na zona rural de Funilândia, na região Central do Estado.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários