Menina desparecida há mais de uma semana entrou em contato com a família pelo Whatsapp
Reprodução Redes Sociais
Menina desparecida há mais de uma semana entrou em contato com a família pelo Whatsapp


O desaparecimento da menina Raissa Piovezan, de 14 anos, que não entrava em contato com a família há uma semana, é investigado pela Polícia Civil de São Paulo. No último sábado (31), a menina acessou um aparelho de celular e pediu para que a mãe a ligasse pelo Whatsapp . A garota não possuí smartphone e ao falar com a responsável revelou que está em Bertioga, mas apareceu com o rosto machucado


Raissa desapareceu no último dia 26 após ter saído da casa do avô paterno. A menina teria saído para comprar salgadinho e em seguida se dirigir para a casa da mãe. A melhor amiga da menina também teria sido comunicada sobre esse mesmo trajeto. No entato, Raissa não chegou à residência da mãe, em Itapevi.

Após o desaparecimento, a mãe da menina deixou mensagens nas redes socias . Raissa não tem celular, mas respondeu a mãe e pediu para ela entrar em contato em um número de telefone desconhecido. “Eu fiz uma chamada de vídeo para ver onde ela estava. Quando ela virou a câmera, eu vi o rosto dela todo machucado”, disse  Silvia de Souza Marques, mãe da menina, em entrevista ao G1 . A ligação durou poucos segundos, mas, antes de desligar, a menina disse que está em Bertioga.

No sábado (31), a família retornou o contato pelo celular e a garota revelou estar em perigo . Desde então, não conseguiram mais se comunicar. A Delegacia de Polícia de Itapevi investiga o caso. O pai da menina suspeita de sequestro. 

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários