Xangri-lá, no litoral norte do Rio Grande do Sul
Acervo Secretaria de Turismo e Meio Ambiente de Xangri-lá
Xangri-lá, no litoral norte do Rio Grande do Sul

Xangri-lá , município gaúcho de 16 mil habitantes passa por um surto de intoxicação alimentar . Desde o último sábado(17) até esta segunda(19), 94 pessoas procuraram atendimento médico, a maioria delas são crianças.

Segundo Luis Antonio Ferreira, secretário de Saúde da cidade, todos os pacientes relataram terem consumido picolé , comprado do mesmo vendedor, ainda não identificado, que passava de carro vermelho pelos bairros.

"A gente tem algumas suspeitas. É uma bactéria que está causando vômitos e diarreia. Pode ser provavelmente de alguma fábrica de picolés que andou circulando aqui na cidade no final de semana. Já conversamos também com as equipes da Corsan para averiguar se está tudo correto com a água, mas nada foi apontado. Em conversa com todos nossos pacientes que estão sendo atendidos com o mesmo sintoma, todos eles compraram picolé", afirmou o secretário para o Zero Hora.

Nenhum dos contaminados teve de ser internado, o procedimento padrão para este caso é fazer o soro e ir para casa, mas segundo Antonio, muitas pessoas tiveram de retornar ao posto de saúde pela persistência dos sintomas.

Amostras do picolé serão enviadas para o Laboratório Central do RS(Lacen) para verificar a suspeita nesta terça (20).

O Secretário, que diz ter "99% de chance de que seja" a causa da contaminação, clamou para a população de Xangri-lá que não consuma ou compre o sorvete.

    Veja Também

      Mostrar mais