O caso foi registrado como homicídio e lesão corporal na 21ª Delegacia de Polícia, de Taguatinga Sul.
Mateus Rodrigues/G1
O caso foi registrado como homicídio e lesão corporal na 21ª Delegacia de Polícia, de Taguatinga Sul.

pastor que foi morto a tiros durante um culto no Distrito Federal no último domingo (4) era considerado foragido da Justiça por uma suposta ligação com um caso de homicídio.  As informações foram dadas pelo UOL .

Francisco Antônio dos Santos, 35, era considerado foragido da Justiça desde agosto de 2018, suspeito de ser o responsável por um homicídio em Parnaíba (PI), cidade onde nasceu.

O pastor chegou a comentar sobre o próprio passado em maio deste ano através de um vídeo publicado na internet.

"Fui árvore verde por muito tempo. Latrocida, homicida, pistoleiro e assaltante. Cheirava 30 gramas de cocaína por dia e andava com uma .40 na cintura. Quando fui pra igreja e dobrei os joelhos naquele altar, eu disse 'senhor, muda minha história’”, relatou.

A polícia ainda não sabe se a morte do pastor está relacionada ao passado do homem.

“Ele sempre falava sobre o passado dele quando pregava, não escondia nada”, afirmou Luana Marques, 22, esposa de Francisco. “Eu não sei quem pode ter feito isso”, disse a mulher, que era casada com o pastor há seis anos.

Câmeras de segurança registraram o momento em que o suspeito fugiu após cometer o crime . As imagens estão sendo analisadas pelos investigadores.

    Veja Também

      Mostrar mais