mulher triste
Fernando Frazão/Agência Brasil
A deputada é acusada e ter participado da morte de seu marido, pastor Anderson do Carmo

A Justiça do Rio de Janeiro determinou nesta quinta-feira (2) aos advogados da deputada e pastora Flordelis que eles fornecessem o contato dela para que ela fosse intimada a colocar a tornozeleira eletrônica que a obriga a ficar em reclusão parcial em casa.

A determinação foi feita após 15 dias de busca para intimar Flordelis nos endereços da deputada em Niterói, no RJ, e em Brasília. Segundo a determinação, a partir da entrega do contato, a intimação deve ser feita mesmo fora do expediente e com ajuda da força policial.

A pastora é apontada pela polícia como mentora e mandante da morte do marido, pastor Anderson do Carmo, em junho de 2019. Pastor Anderson foi assassinado a tiros por um dos filhos, que se encontra preso. Outros familiares da pastora também foram encarcerados, mas, por ter um cargo como deputada, ela não foi levada à prisão.

    Veja Também

      Mostrar mais