undefined
ESTADÃO CONTEÚDO
Elias Maluco: PF diz que caso é tratado como suicídio, mas vai aguardar perícia

Agentes da Polícia Federal (PF) que investigam  a morte do traficante Elias Maluco assumem a tese de suícidio. O delegado da Polícia Federal Daniel Martarelli da Costa disse que o caso é tratado como um "8". Elias Pereira da Silva, de 54 anos, foi encontrado morto na terça-feira (22) na Penitenciária Federal de Catanduvas, no Paraná.



"No local, apreendemos algumas cartas que se encontravam na cela do preso. Também fizemos oitivas com os agentes que o encontraram e obtivemos imagens das câmeras de segurança. Nas cartas, ele não relatou o motivo do ato, mas diz, basicamente, que não tinha mais vontade de viver e pediu perdão à família, dizendo que não era um ato de covardia, mas, sim, de coragem, que ele se sentia pronto para aquilo. Ele não relatou nada sobre ameaça ou motivação . Eu não posso afirmar, obviamente vai ter um laudo pericial para isso, mas pelos indícios, tudo indica para um suicídio clássico", disse o delegado em entrevista ao jornal O Estado de São Paulo .

"Estava bem organizada, com a cama arrumada, e ele havia recebido a refeição na hora do almoço e ingerido ela normalmente. Estava tudo organizado, os livros, as cartas, e havia uma toalha pendurada no local do banho", complementa.

O laudo inicial aponta para enforcamento , mas a PF monitora a repercussão da morte em outros presídios. As celas são individuais no presídio de Catanduvas.

    Veja Também

      Mostrar mais