Alex Bousquet pediu exoneração do cargo nesta quinta-feira
Foto: Divulgação/Secretaria de Saúde do RJ
Alex Bousquet pediu exoneração do cargo nesta quinta-feira

Após apenas três meses no comando da Secretaria estadual de Saúde, Alex Bousquet pediu exoneração do cargo nesta quinta-feira. Bousquet alegou problemas pessoais e ficará na pasta até que o governador em exercicio Cláudio Castro defina o novo nome. Ele é o terceiro a deixar a pasta em meio a escândalos de corrupção.

"O secretário de Saúde Alex Bousquet entregou o cargo após três meses a frente da pasta. Bousquet, no entanto, vai continuar respondendo às demandas da Saúde até que um novo secretário seja nomeado. Ele alegou motivos pessoais ao pedir o afastamento. O governador em exercício, Cláudio Castro, agradeceu o empenho e a dedicação.", diz a nota do Governo do Estado.

Em junho, então o diretor-geral do Hospital Universitário Gaffré e Guinle, Fernando Ferry, pediu demissão após um mês no cargo, sendo substituído por Bousquet, coronel médico do Corpo de Bombeiros.

Ferry assumiu a pasta ante a saída de Edmar Santos do cargo. Santos foi exonerado em maio, após informações de cronogramas atrasados na instalação de hospitais de campanha que seriam usados para pacientes de Covid-19, e possíveis desvios de recurso do Estado para compra de respiradores durante a pandemia.

Em julho, Santos foi preso em operação da Polícia Federal que investiga possíveis desvios de recursos da saúde fluminense.

    Veja Também

      Mostrar mais