Isabele foi atingida por um tiro na cabeça.
Redes sociais
Isabele foi atingida por um tiro na cabeça.

Na última quarta-feira (16), a adolescente responsável pelo disparo que matou Isabele Guimarães Ramos teve um habeas corpus concedido e foi solta. A suspeita ficou menos de 24 horas internada no Centro de Atendimento Socioeducativo Feminino de Cuiabá (Case) , no Mato Grosso.

De acordo com a determinação da Justiça, a adolescente deveria ficar internada provisoriamente por 45 dias. O pedido foi feito pelo Ministério Público Estadual (MPE), que entende que a suspeita cometeu ato análogo ao crime de homicídio doloso — quando há a intenção de matar.

Na manhã desta terça-feira (15), a Justiça expediu o mandado de apreensão contra a jovem. A adolescente se apresentou à Deddica (Delegacia dos Direitos da Criança e do Adolescente de Cuiabá) apenas por volta das 20h. Depois, ela deu entrada na unidade socioeducativa Case.

Na quarta-feira (16), a defesa da adolescente conseguiu um habeas corpus para que a menina responda em liberdade e ela foi solta.

Entenda o caso

Isabele Guimarães Ramos, 14, morreu após ser atingida por um tiro na cabeça. O crime ocorreu no dia 12 de julho em um condomínio de luxo em Cuiabá

A adolescente de 15 anos responsável pelo disparo alega que o tiro foi acidental.

O delegado Wagner Bassi, no entanto, afirma que o depoimento dado pela menina é incompatível com o que ocorreu no dia do crime . Além disso, ele destaca que a suspeita tem conhecimentos sobre armas e é “treinada e capacitada”.

No dia 2 de setembro, o inquérito foi concluído e apontou que a jovem deverá responder por homicídio doloso, imprudência e imperícia . O namorado da suspeita, o pai e o sogro também foram indiciados.

    Veja Também

      Mostrar mais