estuprador
Reprodução TV TEM
Rodrigo Pereira Alves estuprou, matou e escondeu corpo em canavial


Onze meses após cometer um crime violento, Rodrigo Pereira Alves, de 37 anos, foi condenado a mais de 40 anos de prisão acusado de estuprar, matar e esconder o corpo da jovem universitária Mariana Bazza, de 19 anos, em um canavial em Bariri (SP). O crime ocorreu em setembro de 2019, mas Rodrigo só foi julgado na última terça-feira (25).


O advogado de defesa Rodrigo confirmou a condenação em primeira instância, mas disse que a decisão ainda não foi publicada pelo Tribunal de Jutiça (TJ). O Ministério Público e Tribunal de Justiça de São Paulo mantém o caso em segredo de Justiça. 

Rodrigo Pereira Alves esturpou e matou a jovem Mariana depois dela pedir ajuda para trocar o pneu do carro . A sentença proferida pelos juízes foi de  40 anos, 10 meses e 18 dias de prisão,em regime fechado, por latrocínio, estupro e ocultação de cadáver . Rodrigou está preso na penitenciária Serra Azul e prestou depoimento pela primeira vez em 11 de agosto, de forma virtual por causa da pandemia do novo coronavírus (Sars-cov-2).

A jovem universitária Mariana deixou a academia que frenquentava em Bariri, no dia 24 de setembro de 2019, mas no percurso o pneu furou, Rodrigo se aproximou para ajudar com a troca e então cometeu o crime. O homem foi preso na cidade de Itápolis (SP). Além do estupro e do assassinato, Rodrigo  roubou o carro, a carteira da vítima com documentos pessoais, R$ 110 em dinheiro, o celular dela e uma caixa de som.

Responsáveis pela denúncia dizem, ainda, que Rodrigo saiu da chácara onde trabalhava como pintor para calibrar o pneu do carro, já com o corpo de Mariana dentro do veículo.  O laudo do IML aponta que a jovem foi estuprada e morta nesta chácara. Rodrigo já cumpriu pena de 16 anos por  roubo, sequestro, extorsão e latrocínio tentado, e havia saído da cadeia cerca de 30 dias antes de violentar a jovem Mariana. Ele está preso desde de 25 de setembro. 

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários