bolsonaro cloroquina
Reprodução/Twiter/jairbolsonaro
Presidente Jair Bolsonaro disse ter contraído a Covid-19 e se curado após tratamento com cloroquina, que não é indicada pela OMS

O primeiro compromisso do presidente Jair Bolsonaro na próxima segunda-feira (24) será participar do "Encontro Brasil vencendo a Covid-19", no Palácio do Planalto. O evento consta na agenda oficial divulgada na noite desta sexta, dia em que o número de mortos pela doença causada pelo novo coronavírus (Sars-Cov-2) no país superou a marca de 113 mil . O Brasil também já registrou mais de 3,5 milhões de casos confirmados do novo coronavírus.

Até o momento, a Presidência não forneceu mais informações sobre o que acontecerá no encontro Brasil Vencendo a Covid-19 , que está previsto para ocorrer das 11h ao meio-dia, será aberto à imprensa e transmitido ao vivo pela TV Brasil.

Em seguida, de acordo com a agenda, Bolsonaro receberá o médico Roberto Kalil, a quem o presidente parabenizou durante pronunciamento em abril por ter revelado que foi medicado com a  hidroxicloroquina após ser diagnosticado com a Covid-19. O medicamento, que não tem a eficácia cientificamente comprovada, é defendido pelo presidente no tratamento da doença.

Apesar de tratar da pandemia, o evento não deve contar com a presença do ministro interino da Saúde, Eduardo Pazuello. A pasta informou nesta sexta que, no mesmo horário, ele estará participando de cerimônia de início das operações da unidade de apoio ao diagnóstico da Covid-19 na Fiocruz Ceará.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários