doria
Governo do Estado de São Paulo/Divulgação
Governador de São Paulo João Doria


O governador do Estado de são Paulo, João Doria (PSDB-SP), declarou durante uma entrevista condedida à BandNews FM, na manhã desta segunda-feira (17), que "parte da população decretou erroneamente o fim da quarentena. Doria, que está com Covid-19 (Sars-cov-2) , pediu que os cidadãos de São Paulo respeitem as orientações da ciência e mantenham os cuidados.


"Não houve e nem pode haver final precoce, estamos na oitava quarentena em São Paulo, a maioria dos estados está em quarentena, obedecendo a ciência ", disse. Muita atenção, muito cuidado no isolamento, no distanciamento social, na utilização de máscara", disse Doria.

Doria e a primeira-dama Bia foram diagnosticados na semana passada com a doença e estão assintomáticos . O governador levantou a hipótese de ter se infectado ao receber embalagens infectadas pelo delivery. 

"Quero especificar que embalagens que chegam à sua casa podem estar contaminadas. É importante que você borrife álcool 70% ou usar luvas. Muito provável essa foi essa a razão da nossa contaminação devido a todo cuidado que tomamos. Esse cuidado de receber delivery, use luvas para abrir e descarte depois. Se não tiver luvas, borrife álcool 70%", afirmou.

Doria ainda comentou sobre a volta às aulas prevista para o dia 7 de outubro. Segundo o governador, as aulas presenciais só serão retomadas caso as cidades do estado sigam as determinaçõs do plano de retomada gradual a economia.

Toda a região precisa estar na fase amarela por 28 dias consecutivos. Na primeira etapa, voltam apenas 35% dos alunos, depois mais 35% e por último os demais 30%", disse.

    Veja Também

      Mostrar mais