policiais de costas
Agência Brasil
Imagem ilustrativa

A Polícia Civil cumpre na manhã desta quinta-feira 100 mandados de prisão em todo o estado contra agressores de mulheres que estão foragidos. Intitulada de Atena, a deusa grega da civilização, sabedoria e da Justiça, a megaoperação prendeu 20 suspeitos até 8h. A ação é do Departamento Geral de Polícia de Atendimento à Mulher (DGPAM) com a participação das 14 Delegacias de Atendimento à Mulher (Deam). Os mandados de prisão foram expedidos pela Justiça após inquéritos policiais concluídos por todas essas delegacias.

Segundo a Polícia Civil, durante a pandemia, apesar de as Delegacias de Atendimento à Mulher terem continuado a atender ao longo de todo o período de isolamento social, houve diminuição dos registros de ocorrência, em alguns casos de até 50%, o que pode refletir o temor das mulheres de denunciar seus agressores.

De acordo com o Monitor de Violência do Instituto de Segurança Pública (ISP), “é extremamente relevante dizer que a redução do número de registros não significa que a violência contra a mulher esteja diminuindo, mas, sim, que pode haver subnotificação neste período de isolamento social.”

Segundo a Polícia Civil, com a flexibilização do isolamento social, houve um considerável aumento do número de registros durante o último mês (julho/2020).

Em 2019, somente as Deams indiciaram 16.703 autores de violência doméstica e familiar de diversas formas contra mulheres, além de 20.930 solicitações de medidas protetivas de urgência, tendo hoje, como resultado desse trabalho, inúmeros mandados de prisão a serem cumpridos.

Segundo a polícia, a operação desta quinta não inclui agressores que vivem em comunidades em razão da restrição imposta pela decisão do Supremo Tribunal Federal.

    Veja Também

      Mostrar mais