Alguns Motoboys de Campinas, interior de São Paulo, fizeram um protesto na frentedo condomínio onde mora o homem que apareceu agredindo verbalmente e fazendo ofensa racial contra um profissional da categoria , em Valinhos.

motoboy
Reprodução/redes sociais
Matheus foi humilhado após atraso na entrega de um cliente


Cerca de 100 motoboys se reuniram em um posto de combustíveis em direção ao residencial, onde fizeram um buzinaço.

"Nós motoboys somos vistos como arruaceiros e baderneiros, mas não é essa nossa função. Estamos pra ajudar e servir a população, ainda mais neste tempo de pandemia. Queremos e estamos somente cumprindo nosso trabalho, nada mais", diz Tarcísio André Martins Júnior, um dos manifestantes.
"Só porque ele mora em um condomínio fechado ele não é melhor que ninguém. Prova tá aí, na sabedoria do boy, em momento algum o agrediu verbalmente, não faltou com o respeito ao cliente. Isso tem que mudar, acabar", acrescentou ao EPTV.

A manifestação ocorreu de forma pacífica e durou aproximadamente 30 minutos. Além disso, não houve acompanhamento da Guarda Civil Municipal nem da Polícia Militar.

    Veja Também

      Mostrar mais