michelle
Marcos Corrêa/PR - 1.1.19
A primeira-dama, Michelle Bolsonaro, e o presidente, Jair Bolsonaro


Uma reportagem publicada na edição desta sexta-feira (7) da revista eletrônica Crusoé revelou que Fabricío Queiroz , ex-assessor parlamentar de Flávio Bolsonaro na Alerj (Asssembleia Legislativa do Rio), depositou cerca de 21 cheques na conta da primeira-dama, Michelle Bolsonaro . Os depositos foram realizados entre 2011 e 2018 e chegaram ao valor de R$ 72 mil.


A revista teve acesso à quebra de sigilo bancário de Queiroz, que evidênciou a contradição do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) que disse que o depósito de R$ 24 mil na conta da primeira-dama em 2018 era parte do pagamento de uma divida do ex-assessor de seu filho, também amigo desde 1985. O Conselho de Controle de Atividades Financeiras ( Coaf ) avaliou na época que a movimentação era atípica.

O repórter Fábio Serapião da Crusoé identificou que a conta de Queiroz movimentou R$ 6,2 milhões entre 2007 e 2018. Parte do valor, cerca de R$ 1,6 milhão, seriam salários recebidos como acessor de Flávio na Alerj. Outros R$ 2 milhões se enquadram no crime de rachadinha, ainda em investigação pela Justiça do Rio, pois, foraam feitos 483 depósitos de servidores do gabinete de Flávio Bolsonaro na conta de Queiroz. 

    Veja Também

      Mostrar mais