Sala de aula vazia e com grande espaçamento entre as carteiras
Roberto Moreyra / Agência O Globo
Escolas devem seguir vazias na capital paulista. O retorno às aulas, anteriormente previsto para o início de setembro, deve ser novamente adiado.

Programado para setembro, o retorno das aulas presenciais deve novamente ser adiado pela prefeitura de São Paulo. Isso porque a Secretaria Municipal de Saúde tem observado, no inquérito sorológico que está sendo conduzido, uma escalada de contágio em idosos.

Segundo o Prefeito Bruno Covas (PSDB), a decisão será tomada pelos especialistas da área da saúde e da administração e, até o momento, o retorno é considerado de alto risco pelos técnicos.

De acordo com o inquérito sorológico que está em curso, há um avanço de infecções em idosos na capital paulista: 13,9% de todos os casos registrados no estudo se deram entre pessoas de mais de 60 anos de idade. As informaçoes são da coluna da jornalista Mônica Bergamo .

O temor é de que as crianças e adolescentes, ao frequentarem as escolas, retornem para suas casas e acabem sendo vetores de infecção para seus pais e avós.

Ao que tudo indica, o prefeito Bruno Covas vai conduzir a decisão de forma mais cautelosa do que o governo estadual e o retorno na capital paulista deve acontecer pelo menos duas semanas após a permissão do governo do estado.

    Veja Também

      Mostrar mais