cobra
Ivan Mattos/Zoo de Brasília
Cobra naja em ensaio fotográfico

O Conselho Regional de Medicina Veterinária do Distrito Federal afastou na última sexta-feira (31) uma docente que trocou mensagens com o amigo de Pedro Krambeck , estudante picado por uma naja no começo de julho .

Na troca de mensagens com Gabriel Ribeiro, divulgada pela Polícia Civil do Distrito Federal, Fabiana Volkweis, que é veterinária e dá aula na universidade em que Pedro e Gabriel estudam, pergunta sobre a situação do aluno e instrui que ele solte as cobras nativas da região no mato.

Gabriel, responsável por abandonar a naja dentro de uma caixa de plástico em um barranco, foi preso provisoriamente e solto na última sexta, assim como Pedro Krambeck. O estudante picado é investigado por envolvimento com tráfico de animais.

A universidade ainda não se pronunciou sobre o assunto. O conselho vai manter a docente afastada até o fim das investigações e pode abrir um processo ético contra ela se ela for considerada culpada.

    Veja Também

      Mostrar mais