cavalo
Reprodução Twitter @SenadoFederal
Corrida cavalo


Um cavalo de São João da Boa Vista, em São Paulo, venceu uma disputa judicial que lhe garantiu o direito de permanecer vivo e em liberdade. A 12ª Câmara de Direito Público do Tribunal de Justiça de São Paulo concedeu habeas corpus ao animal, dando fim ao isolamento que perdura a quase três anos.


O animal tem doença de mormo , que pode ser transmitida ao ser humano, e o seu dono luta desde 2017 na justiça para evitar a eutanásia - única via conhecida para lidar com a doença já que não existe vacina ou tratamento. O cavalo "Franco do Pec" participava de feiras de exposição, por conta do seu perfil reprodutor de alto valor genético.

O dono realizou um exame na Alemanha que desmentiu o diagnóstico inicial e comrpovou que o animal não tem a doença. O TJ-SP acatou o resultado, mas a Fazenda em que o animal está alocado questiona, porque o exame teria sido feito fora do país e poderia ser manipulado. O processo ainda continua tramitando, mas o animal já pode sair do isolamento.

    Veja Também

      Mostrar mais