homens atrás de carro
Câmeras de Segurança/Reprodução
Trinta suspeitos são procurados pela polícia

A Polícia Militar de São Paulo afirmou, na manhã desta quinta-feira (30), que um dos suspeitos de participar do ataque a agências bancárias da cidade de Botucatu, no interior de São Paulo , foi ferido após um cerco policial em região de mata às margens da Rodovia Marechal Rondom.

Segundo a corporação, alguns dos pelo menos 30 criminosos envolvidos no crime tiveram a fuga frustrada e foram alcançados pelos policiais em uma área controlada. Houve troca de tiros no começo da manhã e o suspeito atingido foi socorrido para hospital da região. Ele não teve estado de saúde revelado até o momento.

“Estamos concentrados agora na busca por eles nessa região de mata”, afirmou em entrevista ao jornal Bom Dia São Paulo a representante de comunicação social da Polícia Militar, Capitão Aline.

Segundo a Secretaria de Segurança Pública, a ocorrência ainda está em andamento com ajuda o Departamento Estadual de Investigações Criminais. A orientação dos policiais é de que os moradores evitem sair de casa, já que não se sabe se os suspeitos se misturaram com moradores para fugir da polícia.

Equipes especializadas ainda trabalham na tentativa de desarmar explosivos colocados em outras agências bancárias nas proximidades da explodida pelos suspeitos.

Madrugada de terror

A ação criminosa na cidade de Botucatu começou por volta das 23h30 desta quarta-feira (29). Veículos foram incendiados na frente do batalhão de polícia para dificultar o atendimento das forças de segurança pública e pessoas foram feitas de reféns pelos assaltantes.

Uma agência bancária foi explodida e outras duas sofreram ataques sem sucesso. Além de incendiar carros na saída do batalhão, suspeitos colocaram fogo em uma carreta e em outro veículo nas vias de acesso à cidade, criando um cerco para dificultar a ação de reforço policial.

Houve troca de tiros, registrada por moradores em vídeo, e dois policiais foram feridos. Eles foram socorridos para um hospital da Unesp e passam bem. Na fuga, os assaltantes deixaram fuzis, munições e dinheiro para trás. Ainda não há informações sobre a quantidade de dinheiro roubada pelos suspeitos.

    Veja Também

      Mostrar mais