doria mostra dose para camera
Repdoução/Twitter
Doria exibe dose da Coronavac e comemora início de testes da vacina


O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), postou um vídeo em seu Twitter nesta sexta-feira (24) afirmando que “esta foi uma semana vitoriosa” por conta do início de testes da Coronavac .


No entanto, o estado ultrapassou nesta semana a  marca de 20 mil óbitos e registrou alta na última terça-feira (21), com 383 óbitos em 24 horas. O  estado concentra 25% das mortes por Covid-19 no país.

Doria afirma que a semana foi “de bons resultados” e de “esperança”. Ele exibe uma das 20 mil unidades recebidas pelo Brasil da chinesa Sinovac.

Doria afirma que, “se der tudo certo”, a vacina começará a ser produzida pelo Instituto Butantan em novembro. Serão 120 milhões de doses, que poderão começar a ser aplicadas em janeiro.

As doses recebidas da Coronavac serão aplicadas em 9 mil voluntários médicos e paramédicos de São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Distrito Federal, Rio Grande do Sul e Paraná. O governador explica que os voluntários comunicarão os resultados para o Instituto Butantan e para a Comissão Científica Internacional.


Doria afirma que ter a vacina contra a Covid-19 produzida no Brasil é uma vantagem. Ele citou o presidente Donald Trump, dos Estados Unidos, que comprou a totalidade das vacinas produzidas pela Pfizer.

“O mundo com 216 países contaminados pelo vírus da Covid disputando a vacina como disputaram respiradores muito recentemente. O Brasil não precisará ter essa disputa”, afirma Doria.

“É mais que uma injeção de ânimo , mas uma injeção de esperança para milhões de brasileiros”, continuou.

Doria finaliza o vídeo pedindo que as pessoas continuem seguindo as orientações da saúde. “Use máscara sempre que sair de casa, lave as mãos constantemente com água e sabão e faça o distanciamento social de pelo menos um metro e meio”, orientou o governador.

    Veja Também

      Mostrar mais