Sérgio Camargo presidente da Fundação Palmares
Fundação Palmares/Divulgação
Sérgio Camargo presidente da Fundação Palmares

Na manhã de terça-feira, 21, Sérgio Camargo , presidente da Fundação Palmares, comentou sobre o movimento antirracista Black Lives Matters (Vidas Negras Importam) em seu Twitter. “É lixo esquerdopata!”, escreveu ele.

Sem apresentar nenhuma evidência ou prova , o presidente da Fundação Palmares afirmou em suas redes sociais que o saldo do Black Lives Matter (BLM) é a “piora do racismo, saques, vandalismo e mortes”. Em complemento, falou que as agressões de membros do movimento contra opositores cresceram em número assustador, mais uma vez sem apresentar indícios de que isso realmente ocorreu.

O BLM ganhou força em maio deste ano, nos Estados Unidos. A morte de George Floyd mobilizou o país e levou as pessoas para as ruas em protesto pelo fim da violência policial  e por direitos da população negra.

"Saldo do Black Lives Matter: piora do racismo nos EUA, saques, vandalismo e mortes; o legado de Martin Luther King aviltado por pretos tão raivosos quanto ignorantes. O BLM é lixo esquerdopata! ", disse.

"Em tempo: faltou mencionar as covardes agressões de membros do Black Lives Matter contra brancos e pretos que se opõem; ocorrem em número assustador nos EUA. É um dos movimentos mais violentos e hipócritas já criados pela "revolução cultural" da esquerda. O racismo agradece", inteirou.

VIDAS NEGRAS IMPORTAM

O que começou como luta contra contra a brutalidade policial norte-americana se transformou em um movimento mundial pelos direitos da população negra . A morte de George Floyd, um homem afro-americano que foi assassinado por um policial branco em Minneapolis, nos EUA, fez com que diversas cidades pelo mundo se manifestassem.

Você viu?

Alguns famosos foram às ruas dar apoio a comunidade negra e grandes nomes como Beyoncé e Viola Davis não deixaram de se pronunciar sobre o movimento. Durante as manifestações foram registrados alguns casos de vandalismo e saques, alguns protestantes foram presos.

Em um  tweet mais recente o presidente da Fundação Palmares falou sobre aqueles que apoiam o movimento. “Somente defensores de bandidos - esquerdistas - apoiam e incentivam o Black Lives Matter”, disse.


UMA ESCOLHA POLÊMICA

A nomeação de Sérgio Camargo , em novembro do ano passado, pelo presidente Jair Bolsonaro gerou diversas críticas e, após uma decisão judicial, ele não chegou a ocupar o cargo . Em fevereiro deste ano, depois de ser liberado pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ), ele voltou à presidência.

As polêmicas envolvendo o jornalista Sérgio Camargo, auto intitulado “Negro de direita, antivitimista, inimigo do politicamente correto, livre” em seu Twitter, continuaram. Já vazaram áudios em que ele chama os movimentos negros de  “escória maldita” e ofende a mãe de santo Adna dos Santos.

O presidente da Fundação Palmares também já ofendeu a cantora Alcione, que se posicionava contra as atitudes de Sérgio, e se referiu aos ativistas de movimentos negros como "conjunto de escravos ideológicos da esquerda".

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários