homem careca
Reprodução
Sérgio Camargo já disse que existe "racismo nutella" no Brasil

Uma edição extra do Diário Oficial da União publicada na quarta-feira (11) anunciou a suspensão da nomeação do jornalista Sérgio Nascimento de Camargo ao cargo de presidente da Fundação Cultural Palmares .

A nomeação de Sérgio (que fala em “racismo nutella” e defende o fim do Dia da Consciência Negra) para fundação que promove a cultura afro-brasileira no governo, gera polêmica desde o começo de dezembro. A suspensão anunciada na quarta foi decorrência do pedido de um juíz federal do Ceará.

Leia também: Presidente afastado da Fundação Palmares defende fim do Dia da Consciência Negra

A justificativa dada pelo juiz com o pedido foi de que há publicações nas redes sociais do jornalista que têm “o condão de ofender justamente o público que deve ser protegido pela Fundação Palmares”.

Também na edição extra da quarta-feira, a nomeação da arquiteta Luciana Rocha Féres para presidência do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) foi suspensa. Luciana tinha sido nomeada em portaria assinada por Onyx Lorenzoni após exoneração de Kátia Santos Bogeá.

    Veja Também

      Mostrar mais