homens armados no fundo de uma caminhonete
Twitter/Reprodução
Imagens logo viralizaram nas redes sociais

A Polícia Civil informou nesta terça-feira que abriu inquérito para apurar os responsáveis pelas filmagens de um suposto videoclipe gravado na tarde desta terça-feira (21), no interior da Favela do Jacarezinho, na Zona Norte do Rio . Na ocasião, de acordo com imagens que viralizaram na internet, homens aparecem numa caminhonete apontando armas, inclusive fuzis, para cima. A polícia deverá investigar se são armas reais ou réplicas. As gravações estariam relacionadas a um artista conhecido como MC 50.

Nas imagens, é possivel ver um desfile de carros. Na caçamba dos veículos, homens circulam em meio aos demais moradores - inclusive menores de idade - e exibem o que podem armas verdadeiros ou réplicas. De acordo com a polícia, os responsáveis pelas gravações podem ser autuados por "corromper ou facilitar a corrupção de menores de 18 anos, com ele praticando infração penal ou induzindo-o a praticá-la."

As primeiras informações da investigação apontam que as armas seriam na verdades simulacros. Após diligências da 25ª DP, parte das réplicas e veículos vistos na gravação foram encontrados pelos policiais civis da delegacia do Engenho Novo. Os carros e simulacros foram apreendidos e algumas pessoas envolvidas na gravação já prestaram depoimento.

A polícia investiga ainda se havia crianças e adolescentes nos locais de gravação, pois o fato dos atores empunharem simulacros de arma de fogo e agirem como se pertencessem a uma organização criminosa pode ser considerado crime pelo Estatuto da Criança e do Adolescente, como corrupção de menores. A polícia também investiga se as pessoas que ali estavam cometeram violação de normas sanitárias por conta da pandemia do Covid-19, em razão da aglomeração causada pela gravação.

Segundo a Polícia Militar, a ação acontece na Avenida Guanabara, também conhecida como Rua do Rio. De acordo com a corporação, não há anotações nas documentações dos três veículos identificados nas imagens.

O registro foi compartilhado pelo vereador Carlos Bolsonaro com a seguinte legenda: "Todos com CR, efetiva necessidade, guia de tráfego, CRAF, antecedentes criminais limpos, ocupação ilícita, residência fixa, GRUs pagas e certidões legais averiguadas. Ok!". O post foi apagado por volta das 20h.


    Veja Também

      Mostrar mais