Raposa
Pixabay
Esse foi primeiro caso da doença no estado desde 2015.

Uma mulher de 68 anos morreu com raiva humana na última segunda-feira (13),  mais de três meses depois de ter sido mordida por uma raposa na Paraíba. Ela estava internada no Hospital Universitário Lauro Wanderley (HULW-UFPB) desde o dia 10 de junho.

A vítima era natural da cidade de Riacho dos Cavalos e morreu por volta das 17h de segunda. Segundo o governo da Paraíba, o estado não apresentava casos da doença desde 2015.

Segundo as autoridades, a mulher foi mordida pelo animal no dia 8 de abril e foi atendida no dia seguinte em uma unidade de saúde local. Entretanto, ela precisou de um novo atendimento no dia 10 de junho. No hospital, ela teve sintomas da raiva humana, como espasmos e delírios. Isso fez com que ela fosse transferida para o hospital em que morreu.

A raiva é uma doença infecciosa que é transmitira aos seres humanos pela saliva de animais infectados. Um dos principais meios de transmissão é a mordida, mas a doença pode ser transmitida através de arranhões e lambidas.

    Veja Também

      Mostrar mais