Doria anuncia que Vale do Ribeira avança duas fases no plano de flexibilização das medidas de isolamento social
Governo do Estado de São Paulo
Doria anuncia que Vale do Ribeira avança duas fases no plano de flexibilização das medidas de isolamento social

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), atualizou nesta sexta-feira (10) a situação das regiões no  Plano São Paulo de reabertura gradual das atividades econômicas.  Dez regiões progrediram para fases mais permissivas; nenhuma retrocedeu.

Governo atualizou as fases do Plano São Paulo de acordo com a região
Divulgação/ Governo de São Pauo
Governo atualizou as fases do Plano São Paulo de acordo com a região

A Baixada Santista, que estava na fase laranja, progrediu para a fase amarela, que permite a reabertura de bares e restaurantes. Na Grande São Paulo, a região sudoeste - onde ficam Taboão da Serra e Itapecerica da Serra - seguiu o mesmo caminho. 

Além destas, a região onde ficam os municípios de Guarulhos e Mogi das Cruzes também seguiram para a etapa amarela. No Vale do Ribeira, a cidade de Registro avançou para a mesma fase.

Já na Região Oeste, cidades como Osasco e Barueri saltaram da fase laranja para a etapa seguinte. No Vale do Ribeira, Registro avançou duas fases, saindo da vermelha para a amarela. 

Algumas regiões avançaram da fase vermelha, a mais restrita, para a etapa laranja: Presidente Prudente, Bauru, Sorocaba, Marília e Piracicaba. Nesta fase, é permitido abrir o comércio por 4 horas diárias ou por até 6 horas desde que os comerciantes fechem 3 dias por semana.

Você viu?

As atualizações de fases do Plano São Paulo
Divulgação/ Governo de São Pauo
As atualizações de fases do Plano São Paulo

"Nós vemos, pelo ângulo da evolução da pandemia, uma maior estabilização do número de casos e internações principalmente na RM e já começamos a ver também em municípios do interior. As regiões Oeste e Leste, Baixada Santista e Registro tiveram melhoras siginificativas", disse Patrícia Ellen, Secretária de Desenvolvimento Econômico do Estado de SP.

"Destacando também que o retrato do interior muda bastante, da migração da fase vermelha para a fase laranja. Agora temos algumas regiões que precisam ter medidas mais restritivas: Campinas, Ribeirão Preto, Franca e Araçatuba. Essas regiões tiveram um presença significativa da pandemia", continuou.

A capital se manteve na fase amarela pela terceira semana seguida. As atualizações acontecem a cada 14 dias.

"A consolidação da capital mais uma vez, seguindo com índices importantes; a Grande SP avançando também nessa desaceleração, as Regiões Oeste e Leste, levando a cerca de 50% da população de SP já na fase amarela a partir de agora; somando isso a Baixada Santista e o Vale do Ribeira, as regiões litorâneas vindo para a fase amarela também, consolidando os números, e o interior em várias regiões com uma desaceleração importante. Temos hoje cerca de 83% da população nas fases amarela e laranja", complementou o secretário de Desenvolvimento Regiona, Marco Vinholi.



    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários