bolsonaro
Marcos Corrêa/PR
Presidente Jair Bolsonaro fez sua tradicional live de quinta-feira e disse que pretende vetar lei das fake news

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) declarou, durante sua 'live' semanal nas redes sociais, que pretende vetar o projeto de lei das fake news, caso o mesmo chegue em suas mãos para a sanção presidencial. Bolsonaro considera a lei representa "censura e ataque à liberdade de expressão". O presidente também voltou a atacar a imprensa: "Estão batendo tanto e eu só estou crescendo", disse o presidente.

Bolsonaro se posicionou contra o cerceamento da liberdade de expressão. Para ele, o projeto de lei das fake news vai acabar com as liberdades individuais. "Quando se fala em liberdade de expressão, se fala em democracia. Só que muitos falam em democracia da boca para fora, mas aprovam projetos que cerceiam a liberdade de imprensa. A gente não pode admitir isso daí", afirmou o presidente.

Segundo Jair Bolsonaro, ele é umas das pessoas mais criticadas nas midias sociais e, mesmo assim, é contra o projeto: "Eu duvido qual cidadão no Brasil é mais criticado do que eu", disse.

O presidente também voltou a alfinetar a imprensa, dizendo que a mídia tradicional sempre o critica. "Eu sou extremamente favorável à liberdade total da mídia, até dessas tradicionais que vivem dando pancada em mim o tempo todo. Acho que tem que continuar batendo. Estão batendo tanto e eu só estou crescendo", declarou.

"Continuem batendo, não tem problema nenhum, mas não podemos admitir a censura aqui, pelo amor de Deus", concluiu o presidente.

    Veja Também

      Mostrar mais