Capital e região metropolitana avançam para a fase amarela de flexibilização
Eduarda Esteves/iG
Capital e região metropolitana avançam para a fase amarela de flexibilização

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB) e o prefeito da capital, Bruno Covas (PSDB), anunciaram um novo avanço no  plano de flexibilização das medidas de isolamento social na capital paulista . Agora a região ocupa a fase amarela do Plano São Paulo, quando o atendimento presencial de restaurantes, bares e outros serviços podem ser retomados com algumas restrições. 

A tabela abaixo mostra o que muda na nova fase. 

Fase amarela permite abertura de serviços com consumo presencial, como bares e restaurantes. Porém, retomada seguirá protocolo.
Governo de São Paulo / Divulgação
Fase amarela permite abertura de serviços com consumo presencial, como bares e restaurantes. Porém, retomada seguirá protocolo.


O retorno gradual desses serviços, porém, depende de aprovação de protocolos de segurança pela Prefeitura de São Paulo. Por pedido do Centro de Contingência, a reabertura dos bares, restaurantes e salões de beleza ocorrerão apenas a partir do dia 6 de julho. 

"A recomendação é, apesar do município estar agora na fase amarela, a gente esperar uma semana, e portanto a nossa classificação na sexta-feira da semana que vem, para que o município reabra aquilo que a fase amarela permite", afirmou Covas.

A capital paulista estava na fase laranja, a segunda do Plano São Paulo, que já permitiu o funcionamento do comércio de rua, shoppings, concessionárias, imobiliárias e escritórios.

O governador João Doria anunciou, ainda, que a quarentena será prorrogada pela 6ª vez no estado, iniciando em 29 de junho e seguindo até 14 de agosto.

"A gente continua a solicitar que a população use máscara, que evite deslocamento desnecessário, que evite aglomeração. Continuamos a combater o vírus aqui na cidade de São Paulo", disse o prefeito Bruno Covas.

Em outras regiões do estado, porém, houve regressão da flexibilização. Franca, Sorocaba, Bauru, Araçatuba e Piracicaba voltaram para a fase vermelha do Plano São Paulo . Agora, ao todo são 9 cidades na fase mais restritiva. 

mapa
Reprodução/ Governo de São Paulo
Nove cidades do interior de São Paulo estão na fase vermelha da flexibilização; capital e região metropolitana avançam



    Veja Também

      Mostrar mais