Manaus zera número de pacientes e fecha hospital de campanha
Twitter/Reprodução
Manaus zera número de pacientes e fecha hospital de campanha

A prefeitura de Manaus encerrou hoje (24), após 71 dias de funcionamento, as atividades do hospital de campanha construído para atender pacientes com Covid-19. A unidade conseguiu zerar o número de pacientes internados e a partir de agora será prepado para voltar a ser um complexo estudantil.

Ao todo, a unidade aberta às pressas por conta do colapso no sistema de saúde recebeu 751 pacientes. Destes 611 se recuperaram. A porcentagem de óbitos entre os internados foi de 19%.

No dia 15 desse mês, a prefeitura já havia anunciado o encerramento das atividades. À época, a unidade contava com 46 pacientes de Covid-19. 

Mais de 65 mil pessoas no Amazonas contraíram o novo coronavírus (Sars-Cov-2) no Amazonas, de acordo com o último boletim, divulgado na terça-feira. 

Em mensagem no Twitter, o prefeito Arthur Virgílio Neto (PSDB-AM) informou que o último paciente recebeu alta e agora os esforços para o combate do novo coronavírus na cidade se concentrará em outras unidades hospitalares.

"Nosso hospital de campanha municipal encerra hoje suas atividades, após a saída da última paciente. Foram 611 pacientes recuperados da covid-19, em 71 dias de funcionamento. Salvamos vidas no hospital e vamos continuar salvando com a escola, por meio da educação e da cidadania", escreveu.


    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários