O Brasil é o segundo país mais afetado pela pandemia da Covid-19 em todo o mundo, ficando atrás apenas dos Estados Unidos. Até o momento, foram registrados 44,657 óbitos e 904,734 infecções, mas especialistas apontam que os números podem ser muito maiores por conta da falta de testes e a quantidade de mortes por síndrome respiratória aguda grave sem explicação.

LEIA MAIS: Contrariando previsões, Covid-19 surpreende positivamente na África

Em meio ao descontrole da pandemia, a mídia internacional repercute a situação do Brasil. A reportagem do iG Último Segundo preparou uma compilação com as principais manchetes ao redor do mundo.

Estados Unidos

Washington Post
The Washington Post
Washington Post

O Brasil foi um dos destaques no site do jornal americano The Washington Post . “O país ignorou avisos. Agora, enquanto outros países tentam conter a segunda onda do coronavírus, o Brasil não consegue passar da primeira”, destaca o jornal.

O Washington Post também ressalta que o Brasil está no caminho de superar os números dos Estados Unidos, que até o momento contabilizaram 2,1 milhões de contaminados e 118 mil óbitos. “As cidades mais atingidas estão se preparando para reabertura”, diz o jornal americano. 

Também nos Estados Unidos, o site da CNN entrevistou uma enfermeira do Rio de Janeiro que afirma que as autoridades brasileiras estão “sacrificando profissionais da saúde”. Líbia Bellusci afirma que sua amiga Daniele Costa, de apenas 41 anos, morreu sozinha no hospital de uma cidade do interior do Rio de Janeiro, a quatro horas de carro da capital. “Era o único lugar com UTIs disponíveis”, afirma a CNN, uma vez que todos os leitos da capital estão ocupados. 

Argentina

Covid-19
CARL DE SOUZA / AFP
Memorial em Copacabana para mortos por Covid-19 é destaque do La Nación

Com apenas 862 mortes registradas na Argentina até o momento, o jornal  La Nación repercute que a situação da pandemia no Brasil é grave. “Mesmo com a curva de crescimento da pandemia e o aviso de epidemiologistas, muitos estados e municípios, que no Brasil têm o poder de decisão sobre questões sanitárias, começaram a flexibilizar gradualmente as medidas contra a Covid-19”, informa o La Nación.

A foto que ilustra a matéria é de um protesto que aconteceu no último fim de semana, na Praia de Copacabana (RJ). Parentes e amigos de vítimas da Covid-19 cravaram cruzes na areia, mas o afoi into terrompido por bolsonaristas.

Indonésia

A situação crítica do Brasil também foi notícia na Indonésia, onde a Covid-19 infectou mais de 40 mil pessoas e levou 2,2 mil a óbito. Em meio à pandemia, o  The Jakarta Post repercute que ativistas estão pedindo pela libertação de prisioneiros para interromper o surto do novo coronavírus nas cadeias. 

Além da situação carcerária, o The Jakarta Post também repercute o baixo volume de testes para Covid-19 feitos pelas autoridades brasileiras. “Apenas pacientes em estado grave são testados”, diz a publicação. 

    Veja Também

      Mostrar mais