Doria disse que se houver invasão em São Paulo, invasores responderão criminalmente
Divulgação/Governo de SP
Doria disse que se houver invasão em São Paulo, invasores responderão criminalmente

Em coletiva nesta segunda-feira (15) realizada no Palácio dos Bandeirantes, o governador João Doria manifestou repúdio às invasões de hospitais , como ocorreu no hospital de campanha do Anhembi no dia 4, em São Paulo, e mais recentemente no Hospital Municipal Ronaldo Gazolla, no Rio de Janeiro, neste dia 12.  As invasões foram incitadas, inclusive, por Jair Bolsonaro.

Leia também: 

"Lamentávelmente uma figura da república incitou outras invasões. Quero dizer que invadir é crime e agredir é crime. Se houver outra tentativa de invasão de hospitais públicos, municipais ou estaduais, sejam de campanha ou de outra natureza, em São Paulo, a segurança pública saberá agir e fazer a criminalização desses invasores, sejam parlamentares ou não", declarou.

"A condição de parlamentar não dá livre acesso e nem a condição de desrespeitar a lei, a doença e a medicina. Um mandato não significa impunidade. Se voltarem a tentar invadir, receberão o tratamento adequado como invasores, e repito: inclusive, criminalmente", completou.

    Veja Também

      Mostrar mais