Enfermeira aplicando vacina
shutterstock
Vacina deve estar liberada gratuitamente para toda a população até junho de 2021

O governo do estado de São Paulo disse em entrevista coletiva nesta quinta-feira (11) no Palácio dos Bandeirantes que os profissionais de saúde poderão ser os primeiros a receber a vacina contra a Covid-19 anunciada hoje.

Leia também:

A nova alternativa de imunização para contaminações do novo coronavírus (Sars-CoV-2) é uma parceria do Instituto Butantan com o laboratório chinês Sinovac Biotech e está em fase final de testes.

Nessa etapa, serão selecionados 9 mil brasileiros voluntários para receberem a vacina antes que ela possa ser distribuída gratuitamente para toda a população. A previsão é que isso aconteça até o primeiro semestre de 2021.

Durante a entrevista, o diretor do Instituto Butantan, Dimas Covas, disse que "se a vacina se mostra segura e eficaz ela vai para o registro com os órgãos competentes".

"Depois de aprovada, nós começamos a produção em escala industrial. Nós já temos a planta, nós temos a capacidade de produção. Agora o que a gente precisa é dessa fase clínica, para saber se ela é segura e eficaz", completou.

    Veja Também

      Mostrar mais