menina negra de blusa branca e batom vermelho
Acervo familiar / Reprodução
Alécia desapareceu após sair para o mercado

A polícia da Bahia suspeita que um corpo encontrado amarrado e carbonizado na cidade de Andaraí, na Chapada da Diamantina, seja da  adolescente Alécia Gonçalves, de 16 anos, desaparecida desde a última sexta-feira (5) após sair de casa para ir ao mercado a pedido da mãe.

Segundo o Jornal da Chapada, roupas que a adolescente usava da última vez que foi vista na rua foram encontradas com o cadáver, que estava amarrado e queimado e foi encontrado após uma denúncia anônima. A menina saiu de casa por volta das 18h30, sem documentos ou celular, mas não voltou.

Leia também

Por causa do estado no qual o corpo foi encontrado, ele deverá passar por perícia para ser identificado. Nas redes sociais, mesmo sem o reconhecimento do corpo da garota, a irmã de Alécia publicou a imagem "Luto, irmã. Saudades eternas".

O município de Andaraí tem pouco mais de 13 mil habitantes, de acordo com dados recentes do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Desaparecimento semelhante em MG

O desaparecimento de Alécia ocorreu poucos dias após o desaparecimento de outra adolescente, de 15 anos, na cidade de Formiga, interior de Minas Gerais. Maria Eduarda Silva sumiu após sair para a casa de uma amiga. O corpo dela foi encontrado dias depois, com sinais de violência sexual .

O responsável pelo crime foi descoberto pela polícia após negociar o celular da vítima, que ele teria roubado para comprar drogas.  Ele confessou o estupro e o assassinato e está sob custódia da polícia.

    Veja Também

      Mostrar mais