Dentro da loja, funcionários foram avisados e conseguiram limpar os objetos antes que outros clientes os tocassem
Reprodução
Dentro da loja, funcionários foram avisados e conseguiram limpar os objetos antes que outros clientes os tocassem


Na última quinta-feira, 4, duas clientes de uma livraria no Distrito Federal ( DF ) flagraram uma mulher que tirou a máscara de proteção, cuspiu na própria mão e esfregou em diversos itens da loja. Testemunhas tiveram medo de registrar o momento e relataram o ocorrido aos funcionários. Mulher ainda não foi identificada.

Leia também

Maria, que teve seu nome alterado, disse que foi com a mãe em uma livraria após reabertura de um shopping em Brasília. Segundo ela, poucas pessoas estavam dentro do estabelecimento.

Você viu?

“Foi quando vimos uma senhora com máscara de proteção facial colocada abaixo do nariz. Na primeira vez, ela tossiu na mão e passou sobre as canetas do mostruário. Na sequência, caminhou até a área de pesquisa de livros, abaixou a máscara mais uma vez, passou a mão no rosto e, tenho a certeza de que, cuspiu e depois passou sobre os livros", informa.

Segundo a testemunha, o mesmo foi feito pela mulher no teclado dos computadores da loja. Os itens foram propriamente limpos após as mulheres recorrerem aos empregados da livraria.

Segundo Maria, é importante que o shopping possa identificar a mulher e em quais outros locais ela esteve. “Dentro da livraria, conseguimos evitar que funcionários outros clientes tocassem nos objetos sujos", afirma ao Correio Braziliense.

Não se sabe que a mulher que realizou o ato tem a Covid-19 , doença transmitida pelo novo coronavírus. Maria afirma que não sabe identificar se a ação foi movida “por maldade” ou se “a pessoa precisa de ajuda”.

Segundo o shopping, a equipe trabalhada para identificar a mulher. O Conjunto Nacional afirma ainda que está tomando medidas de combate ao novo coronavírus em seus ambientes, como higienização a cada três horas e orientação que o mesmo seja feito pelos lojistas.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários