pessoa com celular na mão
reprodução
Senado pode votar nesta terça projeto para a criação da lei das fake news

Nesta terça-feira (02), o Senado vai votar o projeto de lei que cria a 'Lei Brasileira de Liberdade, Responsabilidade e Transparência na Internet', chamada de lei das  fake news.

A proposta de lei é para dar mais autenticidade às pessoas que utilizam as redes sociais, a fim de desestimular o potencial abuso ou manipulação de conteúdo para prejudicar pessoas ou propagar notícias falsas.

Leia mais:  Youtubers que atacam STF foram recebidos por Bolsonaro dias antes de operação

O projeto é de autoria do Senador Alessandro Vieira (Cidadania-SE) e dos deputados Felipe Rigoni (PSB-ES) e Tábata Amaral (PDT-SP).

Dentre as regulamentações estão: as plartaformas devem gerar relatórios detalhados das atividades; mostrar perfil que podem ser bots (perfis de robôs que simulam um perfil real); e mostrar correções de notícias falsas por meio de agências verificadoras.

Além disso, o texto prevê que a plataforma não possa excluir o conteúdo classificado como falso, mas sim aplicar uma verificação do mesmo, além de notificar o usuário para permitir que ele possa se manifestar sobre a decisão da plataforma. Atualmente, conteúdos considearados fake news são excluídos automaticamente do perfil do usuário.

Saiba mais:  Bolsonaro ataca imprensa e fala em "negociar bilhões" para acabar com fake news

"É um projeto técnico, que cuida das ferramentas que são utilizadas sem criminalizar e sem causar nenhum tipo de risco de censura. Nós preservamos o direito à livre expressão das pessoas, mas buscamos a responsabilização pelos seus atos. É muito importante cuidar disso e cuidar também da responsabilidade das plataformas que, afinal de contas, ganham bilhões com todo esse trânsito de dados em suas redes", afirmou Alessandro Vieira ao site da Agência Senado.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários