pessoa com rosto iluminado em fundo preto usa máscara
Pixabay/Engin_Akyurt
As três vítimas trabalhavam na linha de frente contra a Covid-19


O município de São Gonçalo, na Região Metropolitana do Rio, perdeu os primeiros profissionais de saúde para o novo coronavírus. Os médicos Augusto Senna, de 58 anos, Paulo Sampaio, de 66 anos, e Eduardo Vidoso, de 64 anos, morreram na última semana, vítimas da Covid-19 . Os três atuavam na linha de frente no combate à pandemia .

Leia também: Imprensa internacional repercute descontrole da Covid-19 no Brasil

De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde de São Gonçalo, Augusto Senna morreu na noite de sábado, 23. O médico ficou internado por três semanas no Hospital Luiz Palmier, porém, após uma piora no quadro, foi transferido para o Hospital Alberto Torres. Ele atuava no Centro de Triagem no bairro do Zé Garoto e na UMPA do Pacheco.

Já o ortopedista Eduardo Vidoso faleceu na última terça-feira, 19. Conhecido em São Gonçalo por ter atuado em várias unidades de saúde do município, o boliviano também ficou internado no Hospital Alberto Torres. Ele trabalhava no Pronto Socorro de São Gonçalo.

Augusto Senna e Paulo Sampaio, que morreu na última quarta-feira, 20, foram homenageados por colegas da UMPA do Pacheco, onde trabalhavam, neste domingo, 24. Segurando balões brancos, os profissionais bateram palmas para os mortos.

Leia também: "Não podemos inventar protocolo baseado em opinião", diz médica sobre cloroquina

''Estamos aqui fazendo homenagem aos nossos colegas: Paulo Sampaio e Augusto Senna. Nossos colegas que se foram, infelizmente. Trabalharam até o último dia, e esta é a homenagem que fazemos para os nossos colegas queridos'', explica uma funcionária em um vídeo divulgado pela Secretaria Municipal de Saúde de São Gonçalo.

Em nota, o prefeito de São Gonçalo e médico José Luiz Nanci lamentou a perda dos três profissionais, que atuavam na linha frente no combate ao novo coronavírus .

"Lamentamos profundamente a perde de grandes profissionais da saúde para o Covid-19 . Nos últimos três dias perdemos os médicos Augusto Senna, Paulo Sampaio e Eduardo Vidoso. Pessoas queridas, amadas, defensores do SUS e muito humanas. Atualmente estavam atuando na linha de frente no combate ao coronavírus: Augusto Senna no recém criado Centro de Triagem no bairro Zé Garoto e na UMPA do Pacheco; Paulo Sampaio na UMPA do Pacheco; e Eduardo Vidoso no Pronto Socorro de São Gonçalo. Rezamos e oramos por eles e por todos os demais grandes profissionais que perderam as suas vidas no combate a este vírus'', declarou ele.

O prefeito ainda reforçou a necessidade de se ficar em casa durante a pandemia, para evitas novas mortes no município: ''É importante que todos tenham consciência do quanto este vírus é perigoso para todos nós. Respeitem o decreto de isolamento social rígido. Fiquem em casa. Usem máscara. Se protejam, e que Deus nos proteja".

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários