assassinado
Reprodução Redes Sociais
Garoto de 14 anos, João Pedro Mattos Pinto, foi morto em casa durante operação policial.


Filho de uma professora de um colégio particular em São Gonçalo, na Região Metropolitana do Rio, e de um comerciante da Praia da Luz, bairro naquele mesmo município, o adolescente João Pedro Mattos Pinto, de 14 anos , foi atingido por um tiro de fuzil na barriga na tarde desta segunda-feira (18), durante uma operação policial no Complexo do Salgueiro. Ele foi socorrido por um helicóptero da Polícia Militar , mas a família não foi avisada sobre a unidade de saúde para a qual o garoto foi levado. Foram horas de agonia até que, na manhã desta terça-feira, o corpo de João Pedro foi localizado no Instituto Médico-Legal (IML) de São Gonçalo por parentes. Nesta terça-feira, agentes do Batalhão de Operações Especiais (Bope) realizam uma nova operação no Salgueiro.

Segundo parentes do menino, ele estava dentro de casa, na ilha de Itaóca, jogando sinuca com primos e colegas, perto da piscina, quando policiais invadiram a casa atirando. Ele teria sido deixado no local pelos policiais, de acordo com os parentes. O tio, então, carregou o menino no colo e foi até os policiais para pedir ajuda.

"Colocaram o garoto no helicóptero e o levaram. Desde então não tivemos mais notícias dele", contou um parente.

"Ninguém sabe ao certo o que aconteceu. Talvez por ser uma casa boa, com piscina tenham imaginado coisa errada. A família é religiosa, evangélica. Do bem. E muito conhecida na região", relatou outro familiar.

Leia também: PF vai ouvir agentes em investigação sobre vazamento de informações para Flávio

Desde o momento em que João foi atingido até o momento em que seu corpo foi localizado, a famlía realizou várias buscas. Parentes percorram hospitais, até chegarem ao IML. A Defensoria Pública acompanha o caso.

A Polícia Federal confirmou ter participado da operação desta segunda e afirma, em nota, que "acompanhará e prestará todas as informações e apoio necessário à elucidação dos fatos". Leia a íntegra do informe:

"A Superintendência Regional da Polícia Federal no Rio de Janeiro informa que, na data de ontem, 18/05, durante operação da Polícia Federal com apoio da Coordenadoria de Recursos Especiais (Core), no Complexo do Salgueiro, em São Gonçalo/RJ um adolescente foi ferido.

A ação visava cumprir dois mandados de busca e apreensão contra lideranças de uma facção criminosa da região.

Durante a ação, seguranças dos traficantes tentaram fugir pulando o muro de uma casa. Eles dispararam contra os policiais e arremessaram granadas na direção dos agentes. No local foram apreendidas granadas e uma pistola.

Leia também:  Oposição pede anulação das eleições após acusações de ex-apoiador de Bolsonaro

O jovem ferido na ação foi socorrido de helicóptero. Médicos do Corpo de Bombeiros prestaram atendimento, mas ele não resistiu aos ferimentos. O corpo foi encaminhado para o IML de São Gonçalo.

A Delegacia de Homicídios de Niterói, São Gonçalo e Itaboraí (DHNSGI) informou que já instaurou inquérito para a apurar as circunstâncias que levaram à morte do adolescente.

A Polícia Federal acompanhará e prestará todas as informações e apoio necessário à elucidação dos fatos".

    Veja Também

      Mostrar mais