Socorristas do Samu preparam cadáver de mulher idosa que morreu com suspeita de estar contaminada pelo novo coronavírus
Yan Boechat
Junto com os EUA, Brasil é epicentro da Covid-19 nas Américas

A Covid-19 registrou mortes de quase 50 pessoas por hora nas últimas 24 horas, de acordo com o número de óbitos pelo novo coronavírus (Sars-CoV-2) divulgado nesta terça-feira (19) pelo Ministério da Saúde. Segundo a pasta, foram confirmados 1.179 registros de mortes em um dia, um recorde desde o início da pandemia para o Brasil.

Com o aumento, o número de mortos no País chegou a 17.971, o que corresponde a uma alta de 7%. Se for considerado o período desde a primeira morte até hoje, são mais de 11 mortes por hora.

Leia também: Câmara aprova uso obrigatório de máscaras em locais públicos e privado

Os casos confirmados de contaminações também bateram recorde. De ontem para hoje, o aumento foi de 17.408, fazendo o total subir para 271.628. Na mesma lógica de confirmações nas últimas 24 horas, o número é de 725 por hora. Já desde o registro do primeiro caso, a quantidade é de 3.825 por hora.

No quadro mundial de países mais atingidos pela Covid-19 , o Brasil está em quarto lugar, atrás apenas de Estados Unidos, Rússia e Espanha. Fazendo uma comparação dos casos confirmados, no entanto, a tendência é que o Brasil ultrapasse a Espanha, que tem hoje 278.803 pessoas contaminadas.

Leia também: Reino Unido registra 10 mil mortes de Covid-19 só em asilos

No Brasil, São Paulo continua sendo o estado que tem mais mortes, com 5.147 das 17.971 ocorrências. A letalidade é de 7,8% no estado. Em segundo lugar vem o Rio de Janeiro, com 3.079 mortes e letalidade de 11,1%.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários