Prefeito de São Paulo Bruno Covas
Agência Brasil/Rovena Rosa
Prefeito de São Paulo Bruno Covas

O prefeito de São Paulo , Bruno Covas , ficará hospitalizado, pelo menos, até esta sexta-feira (15) no Hospital Sírio-Libanês, na capital paulista. Ele segue investigando as causas de uma colite - inflamação do cólon - que o levou a ser internado na quarta-feira (13).

Leia também: Fechados com o capitão: O que afasta e o que aproxima Bolsonaro de seus ministros

A hospitalização ocorre no momento mais crítico, até agora, da pandemia do novo coronavírus na cidade. Conforme boletim médico divulgado neste tarde, Covas continuará no hospital para "manter a observação médica e completar os exames pertinentes". "Portanto, deverá ficar hospitalizado ao menos mais um dia", informou o boletim.

O prefeito descobriu um câncer no sistema digestivo em outubro passado e, desde então, passa por tratamento. Covas já foi submetido a quimioterapia e atualmente faz imunoterapia.

Segundo os médicos, o prefeito está em "ótimo estado geral". Ele não apresenta "nenhum sinal ou sintoma alterado neste momento" e está liberado para trabalhar.  Covas está despachando do hospital e tem nesta tarde uma reunião com o secretariado por videoconferência.

Leia também: Fake news é ferramenta política de Bolsonaro, diz cientista política

A internação foi repentina depois que o prefeito sentiu dores abdominais no início da semana. Até então, Covas vinha tendo uma rotina normal, participando de reuniões e atividades externas.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários