Um grupo de detentos da Califórnia, nos Estados Unidos, estão sendo acusados de tentar infectar-se intencionalmente com o novo coronavírus (Sars-coV-2). Os internos pensavam que seriam libertados caso contraíssem a Covid-19.

Leia também: Mortes por Covid-19 são 3.743 no estado de SP; casos crescem no interior

Prisão
Wilson Dias/Agência Brasil
Prisão

Segundo New York Post noticiou na última segunda-feira (11), os detentos do Centro Penitenciário do Condado de North, em Castaic, foram filmados dividindo um copo descartável e cheirando uma máscara facial.

Leia também: Homem com Covid-19 infecta outros 533 colegas de trabalho

"De alguma forma, havia alguma crença equivocada entre a população de presos de que, se obtivessem resultados positivos de  Covid-19 , havia uma maneira libertá-los, porém, isso não vai acontecer", disse o xerife Alex Villanueva em um comunicado. 

Leia também: Casa Branca vira foco da Covid-19 e preocupa funcionários

Na seção da instalação onde o vídeo foi filmado, 21 prisioneiros adotaram a ideia de contrair o novo coronavírus . Nenhum dos presos no vídeo conseguiu realmente se infectar. Recentemente, mais de 5.000 prisioneiros no condado de Los Angeles foram libertados em uma medida preventiva para evitar um surto generalizado da Covid-19 .

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários