Cidades do litoral de São Paulo já estão sentindo os efeitos da pandemia do novo coronavírus (Sars-coV-2) em suas redes de saúde. Em algumas cidades, os hospitais estão perto da lotação, o que coloca as respectivas prefeituras em alerta para um iminente colapso. 

Leia também: Corpo de técnico de enfermagem vítima de Covid-19 deixa hospital sob aplausos

Hospital em Santos
Divulgação
Hospital em Santos

Santos, por exemplo, detém a maior parte dos leitos de UTI do litoral, 217. Todavia, desse total, 106 são da rede pública, que está cerca de 60% lotada com os casos do novo coronavírus , causador da Covid-19 .

Leia também: Brasil estaria achatando a curva de contágio da Covid-19, diz especialista

"Estamos bastante preocupados com esses números", apontou o secretário de saúde de Santos, Fabio Ferraz, que teme um colapso nos hospitais da cidade.

Enquanto isso, na rede privada, a média de internação em Santos chega a 80% nos leitos de UTI, segundo apurou a Folha . A preocupação é ainda maior porque segundo a prefeitura, 40% dos internados são de cidades próximas.

Leia também: Covid-19: vírus pode permanecer no ar por até 16 horas, sugere nova pesquisa

Com capacidades bem menores nos sistemas de saúde, outras cidades da Baixada Santista costumam recorrer a Santos . Até o fim de semana, a região tinha mais de 1.100 casos confirmados de Covid-19 , mais de 1.600 suspeitos, cerca de 350 pessoas internadas em hospitais, 82 óbitos e 65 em investigação.

    Veja Também

      Mostrar mais