Papa
Reprodução/ Twitter
Papa Francisco conversou com dom Leonardo Steiner

O papa Francisco telefonou, no último finalde semana, para o arcebispo de Manaus, dom Leonardo Steiner, para manifestar sua solidariedade e saber quais as ações estavam sendo tomadas no enfrentamento da pandemia do novo coronavírus (Sars-CoV-2).

Leia também: Sobrevivente da Segunda Guerra Mundial supera Covid-19 no Pará

Segundo informações divulgadas em nota pela Arquidiocese da capital do Amazonas, o Pontífice manifestou "sua preocupação com os povos indígenas, os ribeirinhos e os pobres". Steiner informou também para o líder da Igreja Católica quais as ações que as pastorais e os fiéis locais têm tomado para ajudar os mais afetados, ao que Francisco os agradeceu.

"O arcebispo agradeceu as palavras de conforto e consolo, apresentando ao Papa o que a Arquidiocese tem feito no cuidado dos irmãos/ãs que vivem nas nossas ruas, na distribuição de cestas básicas, na atenção às pessoas que sofrem, no atendimento aos migrantes", informa ainda a entidade religiosa.

O líder da diocese ainda informou que o Papa "afirmou que reza por todos nós e que enviava uma bênção especial para a Amazônia".

Leia também: Covid-19: em crise, Manaus tem estoque de caixões para apenas mais cinco dias

O estado do Amazonas é um dos mais afetados pela pandemia do novo coronavírus no Brasil, com 304 mortes confirmadas e 3.833 infecções. Manaus , inclusive, ganhou repercussão internacional ao precisar abrir valas comuns para enterrar um número cada vez maior de mortos.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários