militar
Marcos Corrêa/PR/divulgação
Bolsonaro cumprimenta alunos de escola militar

O presidente Jair Bolsonaro assumiu a possibilidade de, já na próxima segunda-feira (27), as escolas militares funcionarem normalmente no Distrito Federal. De acordo com Bolsonaro, "esse talvez seja o promeiro gesto para nós voltarmos à normalidade", referindo-se à flexibilização das medidas de distanciamento social .

A declaração foi feita no fim da tarde desta segunda-feira (20), quando, ao conversar com jornalistas, o presidente falou sobre a proposta . "Não está batido o martelo ainda", acrescentou Bolsonaro, que afirma que o ministro da Defesa, Fernando Azevendo e Silva, seria a favor da ideia. Além das escolas, existe a possibilidade de reabertura da Academia da Polícia Federal.

Leia mais: Profissionais de saúde interrompem carreata contra isolamento nos EUA

O governador Ibaneis Rocha, que se reuniu com Bolsonaro no Palácio do Planalto, disse que estudará se fará o mesmo com as escolas cívico-militares do Distrito Federal, que reúnem 25 mil alunos.

"A ideia do presidente da República é talvez a partir de segunda-feira abrir as escolas militares. Como aqui em Brasília nós temos em torno de 10 escolas cívico-militares, também poderia ser um exemplo para que lá na frente a gente possa fazer uma retomada dos estudos — disse Ibaneis, após a reunião. — A ideia do presidente é em relação às escolas militares, que são regidas pelo Exército, a ideia dele seria para segunda-feira. No meu caso, vou me reunir com a minha técnica", disse.

De acordo com o governador, seria um "teste" para estudar como abrir o resto das escolas. Até o momento, a retomada das aulas está prevista para junho.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários