Nas ruas do Rio de Janeiro, pessoas se protegem contra o novo coronavírus
Tânia Rêgo/Agência Brasil
Nas ruas do Rio de Janeiro, pessoas se protegem contra o novo coronavírus

A cidade do Rio de Janeiro caminha para situação delicada no sistema de saúde. Com o avanço do novo coronavírus (Sars-Cov-2), o rio já conta com 88% dos 691 leitos de UTI ocupados  — considerando tanto os internados pela Covid-19,  quanto pacientes de outras enfermidades.

O Rio de Janeiro é o segundo estado mais impactado pela Covid-19, ficando atrás apenas de São Paulo. De acordo com o último boletim, divulgado na quarta-feira, eram contabilizados 3.743 casos confirmados e 265 óbitos, além de 114 mortes em investigação.

Veja mais: Bebê de 9 meses é diagnosticado com Covid-19 no Rio de Janeiro

O índice de lotação leva em conta os hospitais das redes municipal, estadual e federal. Na municipal, 97% dos 70 leitos de UTI e 80% das enfermarias reservadas apenas para a Covid-19 estão cheios. Na rede estadual, a taxa de ocupação das UTIs passou de 63% para 72% em dez dias. Nas enfermarias, saltou de 41% para 62% no período (considerando pacientes com e sem coronavírus).

A pior situação é da rede federal. O Hospital de Bonsucesso, escolhido para funcionar como unidade de referência no tratamento à Covid-19 no estado, dos 170 leitos prometidos, só 23 funcionam e estão todos ocupados. Os demais estão prontos, mas não podem ser usados porque não há profissionais e equipamentos de proteção individual (EPIs) suficientes.

Leia mais: Osmar Terra e clã Bolsonaro entre líderes de ranking de fake news sobre Covid-19

Até o momento, nenhum dos dez hospitais de campanha ou modulares anunciados pelo governador Wilson Witzel (PSC) ficaram prontos, incluindo um no estádio do Maracanã. Todos tem entrega estimada para o final do mês, somando 2.000 leitos (990 de UTI).

Já o que está sendo montado pelo prefeito Marcelo Crivella (Republicanos), na Barra da Tijuca, deve ficar pronto no domingo (19), com 500 vagas (100 de UTI).

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários