Flordelis
Cleia Viana/Câmara dos Deputados
Flordelis durante discurso no plenário da Câmara


Viúva do pastor Anderson do Carmo , a deputada federal Flordelis dos Santos de Souza (PSD) fez uma publicação sobre os dez meses da morte dele, que aconteceu em 16 de julho de 2019, na residência do casal, em Pendotiba, Niterói . Na manhã desta quinta-feira, em seu perfil no Instagram, a pastora compartilhou uma foto com o então marido e uma mensagem, na qual afirma que "não consegue viver sem ele".

"Você partiu, mas nosso amor segue vivo. Não tenho mais você do meu lado para me animar, meu amor como viver sem você? Preciso tanto aprender, mas não estou conseguindo. Nesses 10 meses sem você, estou tentando sobreviver fazendo a obra que fazíamos juntos e cantando, que era o que você sempre pedia pra mim. Te amo demais!", escreveu na rede social.

Leia também: Sem hospitais de campanha, Rio de Janeiro tem 88% dos leitos de UTI ocupados

Há oito dias, a ex-sogra de Flordelis, Maria Edna do Carmo, de 65 anos, faleceu após um infarto, em decorrência de complicações da diabetes, em São Miguel Paulista , no interior de São Paulo . A ex-sogra da deputada federal Flordelis dos Santos de Souza (PSD) teve um pico elevado de glicose e chegou a ser levada a um hospital da região, mas não resistiu por volta das 2h.

Filhos acusam deputada de envolvimento

Em março, dois filhos da deputada federal prestaram depoimento na Delegacia de Homicídios de Niterói e São Gonçalo, na segunda fase das investigações da morte do pai. Daniel dos Santos de Souza e o vereador Wagner Andrade Pimenta, conhecido como Misael, permaneceram na unidade durante cerca de quatro horas.

Daniel e Misael foram os primeiros filhos a denunciarem as suspeitas de envolvimento de Flordelis na morte do pastor Anderson. Misael, em depoimento prestado um dia após o assassinato, afirmou acreditar que a mãe havia sido a mandante do crime. Já Daniel afirmou suspeitar do envolvimento da mãe e de três irmãs na morte de Anderson. Outros filhos de Flordelis também devem ser intimados para prestarem depoimento na DH.

Leia também: Bebê de 9 meses é diagnosticado com Covid-19 no Rio de Janeiro

Na segunda fase das investigações, a polícia investiga a participação de outras pessoas no crime, entre elas a própria Flordelis. Dois filhos da deputada - Lucas Cezar dos Santos de Souza e Flávio dos Santos Rodrigues - estão presos por envolvimento na morte do pastor. Na próxima quinta-feira, Flávio vai dar depoimento sobre o caso na 3ª Vara Criminal de Niterói. Após o interrogatório, a Justiça decidirá se ele será ou não levado a júri popular pelo crime.

Em relação a Lucas, a Justiça já decidiu que ele será levado a julgamento. Ambos estão presos desde o crime, que ocorreu em junho do ano passado.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários