adolescente arrow-options
Reprodução
Alvanei Xirixana foi o primeiro Ianomami a morrer de Covid-19

O adolescente Ianomami de 15 anos que contraiu novo coronavírus (Sars-Cov-2) , Alvanei Xirixana, morreu na noite desta quinta-feira (9). A morte foi confirma nesta sexta-feira (10) pelo Ministério da Saúde, por meio da Secretaria Especial de Saúde Indígena (Sesai) e do Distrito Sanitário Especial Indígena (Dsei) Ianomami . Ele estava internado no Hospital Geral de Roraima e de acordo com o atestado de óbito, o jovem morreu vítima de Síndrome Respiratória Aguda Grave.

Leia também: Coronavírus: Brasil é o país que menos testa entre mais atingidos pela Covid-19

Segundo o Instituto Socioambiental (ISA), os outros dois indígenas morreram de Covid-19 , sendo um homem do povo Mura, em Manaus, e uma idosa do povo Borari, em Alter do Chão (PA). No entanto, por não morarem em terras indígenas, não foram atendidos e nem contabilizados pela Sesai. 

Além desses casos, a Sesai contabilizou outros quatro, todos da etnia kokama, em Santo Antônio do Içá (AM).

    Veja Também

      Mostrar mais