Doria anunciou nessa quinta-feira (9) que o estado de São Paulo começou a utilizar dados de celulares para localizar aglomerações durante o período de isolamento social. Medida foi viabilizada por parceria sem custos do governo do estado com as quatro principais operadoras de celular do Brasil: Tim, Vivo, Claro e Oi.

As antenas das operadoras captam a localização e o deslocamento dos usuários, o que possibilita a geração de um percentual de isolamento. Caso seja necessário, ações de orientação e advertência serão tomadas.

Leia também: Costureiras da periferia de São Paulo terão renda com produção de máscaras

São Paulo teve queda na taxa de isolamento
Agência Brasil
São Paulo teve queda na taxa de isolamento

"Tivemos ontem 49% de isolamento, muito abaixo do necessário, que é 70%. Já chegamos a 59% nesta semana, no domingo, mas nós temos que ter como objetivo alcançar 70% de isolamento. Essa é a orientação da medicina, da ciência e dos profissionais que assessoram o governo do estado de São Paulo para limitar os efeitos da pandemia, termos menos pessoas infectadas e sob risco de morte", afirmou Doria.

Você viu?

Segundo a secretária Patricia Ellen, titular da pasta de Desenvolvimento Econômico, o governo não tem acesso aos números dos celulares, apenas às localizações. “Estamos trabalhando com modelo de transparência total. Mostramos os painéis conforme eles estão sendo construídos. Estamos fechando parceria com 5 empresas de tecnologia para divulgar esses dados para a população. Os dados sempre serão publicados nos canais do governos voltados ao coronavírus”, completou.

Canal de comunicação pelo WhatsApp

Doria anunciou também um novo canal de comunicação aberto à população, que combaterá notícias falsas e responderá dúvidas frequentes sobre prevenção ao novo coronavírus

O serviço está disponível no WhatsApp através do número +55 11 95220-2923 ou no WhatsApp Web, pelo link: https://wa.me/5511952202923 .

Para ter acesso ao canal, basta adicionar o número à lista de contatos e enviar uma mensagem com a palavra “Oi”. O sistema enviará ao usuário uma lista dos temas mais comuns sobre o novo coronavírus (Sars-CoV-2), como informações atualizadas, dicas de prevenção, checagem de notícias verdadeiras ou falsas, higiene domiciliar, entre outras.

"É a tecnologia a favor de salvar vidas e integrar as pessoas na sua proteção e na proteção das suas comunidades”, destacou Doria. 

    Leia tudo sobre:

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários