COMÉRCIO
Tânia Rêgo/Agência Brasil
Comércio em Mirandópolis-SP segue fechado

O prefeito da cidade de  Mirandópolis , Everson Sodario, recuou e irá suspender nesta quarta-feira (8) a reabertura do comércio na cidade. Na segunda (6), ele havia determinado a volta às atividades das lojas, em oposição ao decreto do Governo estadual que prorrogou a quarentena até o dia 22 de abril. 

Leia mais: Após contrair Covid-19, diretor do Sírio Libanês diz que tomou hidroxicloroquina

O prefeito havia justificado a decisão a partir de apelos dos comerciantes locais. De acordo com o ele, o recuo foi motivado pela pressão sofrida por parte de instâncias superiores. Para justificar a medida aos eleitores, o prefeito fez uma transmissão ao vivo durante a noite da terça-feira, quando pediu o apoio da população e dos demais prefeitos do interior para seguir com o comércio aberto. 

“Eu tive pressão lá de cima para voltar atrás, mas o decreto não foi revogado, ele foi suspenso temporariamente”, afirmou. “Mas eu preciso do apoio de vocês. Preciso do apoio de cada um que não concorda com a ditadura que está se instalando no estado de São Paulo”, disse o prefeito, que afirma manter a opinião sobre a necessidade de funcionamento dos serviços. 

O Estado de São Paulo registrou ontem um recorde de mortes por Covid-19, com 67 óbitos confirmados , uma média de quase 3 óbito a cada hora. No momento, o estado concentra cerca de 54% dos casos de infecções pelo novo coronavírus (Sars-CoV-2) no Brasil. 

De acordo com uma projeção realizada pelo instituto Butantan em parceria com a Universidade de Brasília (Unb), os casos devem atingir a marca de 25 mil notificações já na próxima semana. Caso as medidas de isolamento social sejam quebradas, o estado pode registrar até 277 mil mortes em 180 dias, diz o estudo. 

    Veja Também

      Mostrar mais