Camelô vendendo máscaras nas ruas do Rio no início da epidemia de coronavírus na cidade
Márcia Foletto / Agência O Globo
Camelô vendendo máscaras nas ruas do Rio no início da epidemia de coronavírus na cidade

O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, informou nesta quarta-feira (1º) que vai divulgar na internet um manual para a produção de máscaras de pano reutilizáveis. Segundo ele, há um problema de fornecimento do equipamento, em razão da alta demanda surgida com o novo coronavírus.

Leia também: Bolsonaro sugere que jovens sejam infectados e virem "barreira" contra Covid-19

Assim, o conselho é: faça sua própria máscara e deixe as feitas pela indústria para os profissionais de saúde. O principal fabricante é a China , mas vários países estão competindo entre si para ter acesso à produção.

A divulgação do manual vem acompanhada de uma mudança de postura do ministério e de orientação à população. Antes, apenas profissionais de saúde e pessoas com sintomas deveriam utilizar máscaras. Agora, Mandetta já orienta que toda a população utilize e, por este motivo, faça as suas próprias máscaras, evitando assim um colapso ainda maior na indústria de produção e venda.

Leia também: Espanha tem novo recorde diário e ultrapassa marca de 10 mil mortes por Covid-19

Você viu?

Mandetta se dirigiu ao secretário de Vigilância em Saúde da pasta, Wanderson de Oliveira. e disse:" Wanderson, amanhã de manhã, por favor, publique isso na página do Ministério da Saúde , bem grande. Quais os tecidos que você entende que são [adequados], aquele trabalho que você fez. Mostre o trabalho científico que já comprova que máscara para vírus de gotícula, máscara de barreira mecânica funciona muito bem. Qualquer pessoa pode fazer sua máscara de pano e tuilizar, que vai funcionar e vai estar ajudando o sistema de saúde. E como ele faz, de quanto e quanto tempo tem que troca, e como faz para lavar. É isso que tem que colocar, de forma bem simples, linguajar bem fácil para as pessoas. Não vamos falar de protocolo, tem a sugestão do Ministério da Saúde sobre isso".

Mandetta também pediu que as pessoas que têm máscaras produzidas pela indústria estocadas em casa as doem para unidade de saúde: "quem fez estocagem domiciliar, é na unidade de saúde que tem que ter. Acho que máscaras de pano funcionam muito bem como barreira. Não é caro de fazer, faça você mesmo, tem na internet, faça sua máscara de pano".

Leia também: Homem que buscou atendimento por 5 dias morre com suspeita de Covid-19 no Rio

O ministro também deu conselho sobre a limpeza das máscaras :" lave com hipoclorito [de sódio], água sanitária, cândida, o nome que você conhece. A gente vai colocar tipo uma coisa bem simples: lave por 20 minutos, seque, tenha quatro ou cinco, de uso pessoal, sua, de mais ninguém, você mesmo lava quando chega em casa, reaproveite. Porque agora é lutar com as armas que a gente tem. Não adianta a gente ficar lamentando agora que a China não está produzindo. A gente vai ter que criar as nossas armas. E as nossas armas vão ser as que nós tivermos".

Veja as especificações divulgadas pelo Ministério

Ministério divulgou especificações de como produzir máscaras caseiras
Reprodução/Ministério da Saúde
Ministério divulgou especificações de como produzir máscaras caseiras


  • Em primeiro lugar, é preciso dizer que a máscara é individual. Não pode ser dividida com ninguém, nem com mãe, filho, irmão, marido, esposa etc. Então se a sua família é grande, saiba que cada um tem que ter a sua máscara, ou máscaras;
  • A máscara deve ser usada por cerca de duas horas. Depois desse tempo, é preciso trocar. Então, o ideal é que cada pessoa tenha pelo menos duas máscaras de pano;
  • Mas atenção: a máscara serve de barreira física ao vírus. Por isso, é preciso que ela tenha pelo menos duas camadas de pano, ou seja, dupla face;
  • Também é importante ter elásticos ou tiras para amarrar acima das orelhas e abaixo da nuca. Desse jeito, o pano estará sempre protegendo a boca e o nariz e não restarão espaços no rosto;
  • Use a máscara sempre que precisar sair de casa. Saia sempre com pelo menos uma reserva e leve uma sacola para guardar a máscara suja, quando precisar trocar;
  • Chegando em casa, lave as máscaras usadas com água sanitária. Deixe de molho por cerca de dez minutos;
  • Para cumprir essa missão de proteção contra o coronavírus, serve qualquer pedaço de tecido, vale desmanchar aquela camisa velha, calça antiga, cueca, cortina, o que for.

*Com informações da Agência Saúde

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários